Projeto Carta Terapia

Eu sempre amei trocar cartas, é um hábito que mantenho desde a adolescência. Quando os emails chegaram, isso se perdeu um pouco, mas logo voltei a escrever cartas, especialmente quando descobri o scrapbook. Eu amo praticar “carta terapia”!

Por meio das cartas podemos conectar o mundo todo, e conhecer pessoas de um jeito interessante, que nem sempre o digital permite. É um processo de calma, paciência e é sim uma terapia! Nesse meio, a gente chama as pessoas entusiastas da troca de cartas de “penpals”.

Se você quer ser minha penpal (eu adoraria!), peço a gentileza de preencher esse formulário aqui. Parece burocrático, mas confia em mim, é um jeito de te conhecer melhor antes de enviar a primeira carta, e também um jeito de eu organizar aqui os meus envios.