Diário da barriga: 35 semanas

Há dois dias atrás, quando comecei a refletir sobre o que eu iria contar essa semana, o sentimento geral era de um pouco de mágoa. Andava meio chateada com a vida que segue, e eu que não consigo acompanhar. Com as amigas que naturalmente vão te deixando de lado nos convites pra sair, pra viajar, pra curtir a vida. Com os corpos magros, as roupas justas e com toda a beleza feminina que eu queria ter nesse momento, mas não tenho.

A mágoa ainda existe, porque sou humana, e uma das bem lotadas de hormônio, não me venham exigir coerência ou linearidade neste momento. Mas essa mágoa deu lugar, nos últimos dois dias, a uma conformidade feliz, e me fez perceber beleza e serenidade onde eu estava esquecendo de ver que existia.

Tenho sentido uma vontade cada vez maior de recolhimento, de ficar sozinha com meus pensamentos e diários, traduzindo os sentimentos de mim pra mim mesma. Minha doula me recomendou começar uma faxina nos meus pensamentos, e é mais ou menos isso que estou fazendo.

Segundo ela, existem questões internas, que se não resolvidas, ou deixadas de lado, podem virar “travas” na hora do parto. Então eu fiz um checklist do que poderiam ser minhas travas, e estou organizando as gavetas, analisando item por item, vendo o que pode ser feito, se eu posso tomar alguma atitude, ou se posso pelo menos conversar a respeito com alguém.

Tem sido uma experiência libertadora, não apenas por conta do parto, mas por mim mesma. É bom se libertar das amarras que a gente tem na vida. E por falar em doula, anteontem tivemos o nosso primeiro encontro com a Rosa, e foi ótimo. Tiramos dúvidas, ela ensinou pro papai como ele vai poder me ajudar na hora do parto, discutimos o plano de parto e ela fez um ultrassom natural, em que foi possível “sentir” a posição do bebê na barriga, e deu pra ouvir os batimentos.

Foi um momento muito gostoso, de conexão, em que eu e o pai do João pudemos sentir muito amor. De fato, o momento está chegando. <3

Estamos cuidando dos últimos detalhes também de ordem prática: ontem o Décio montou o moisés (LINDO, APENAS) e instalou uma prateleira, eu encomendei um adesivo de parede, e o quarto do João começou a ganhar identidade. Acredito que essa semana eu consigo quase terminar o quarto (devo postar foto no Instagram, me segue lá pra ver).

Compramos uma boa parte dos artigos de higiene (um oferecimento Granado, a linha bebê deles é em conta, natural e ótima, pelas resenhas) e agora falta pouca coisa. As vovós estão encarregadas de nos ajudar com o que está faltando.

Ainda faltam 5 semanas, alguns últimos exames (vamos tirar a prova e ver se o ferro na veia surtiu efeito), poucas coisas pra comprar, e muita preparação. Às vezes fico tranquila, às vezes ansiosa, mas no geral bastante serena, tentando aproveitar cada momento, e focando pra não ter pendências quando chegar a hora.

Agradeço enormemente o carinho e o acompanhamento, por mais que escrever sobre a gravidez no blog seja uma maneira de registrar memórias e aliviar um pouco a ansiedade, ter quem leia, torça, e continue querendo me acompanhar, é um apoio enorme, e que faz um bem danado.

Até a próxima!

Essa foto faz parte de um ensaio que vi essa semana no Facebook, de mães amamentando. Inspirador e lindo!
Essa foto faz parte de um ensaio que vi essa semana no Facebook, de mães amamentando. Inspirador e lindo!