Notícias da barriga e umas coisinhas sobre 2014

As três últimas semanas foram uma prova de fogo pra mim: meu dupla de trabalho está de férias, estava na reta final do espanhol, com um monte de lição acumulada, carga dobrada de aulas na pós, com duas turmas juntas… fora a bagunça acumulando em casa e as diversas tarefas do cotidiano pra cumprir. Teve uns dois dias nesse período que eu realmente não sei como consegui terminar viva.

Aos poucos as coisas começam a se ajustar. Ontem entrei de férias do espanhol, amanhã é a última aula da pós (que já está preparada!), consegui botar a casa em ordem, e meu dupla estará de volta na quarta. Não fica necessariamente tranquilo, mas alivia bastante. E a partir de agora tem aquela correria gostosa: terminar de comprar presentes de Natal, despachar cartões pelos correios, começar a trabalhar no planejamento pessoal para 2015.

Nesse meio tempo, superei o primeiro trimestre de gravidez, e está tudo ótimo. Já fiz a primeira ecografia morfológica, e está tudo absolutamente dentro da normalidade. A fase mais chata de enjôos e sono já passou, e quando rola, é bem espaçado. Já lido bem com a comida de rua, mas meu estômago aceita melhor a minha própria. Ainda não sei o sexo, em 10 dias farei uma ecografia pra tentar ver, mas confesso que não estou tão ansiosa assim pra saber não…

Enfim, é Dezembro, e é inevitável começar a pensar em retrospectivas, enquanto a poeira do ano se assenta. Quando penso no meu ano de 2014, a palavra que me vem à mente é organização. Foi por causa dela que eu consegui superar o ano, e me manter firme e forte no cumprimento das metas. Estou ainda bem longe da perfeição, mas acredito que a própria aceitação disso me ajudou a manter a cabeça no lugar.

SONY DSC

Comecei a me organizar de forma mais sistematizada, seguindo uma metodologia, em 2012, quando tive contato com o Scrum, e o Pomodoro. Depois tive contato com o GTD no Vida Organizada, e comecei a usar, sempre com adaptações. Foi o início de uma revolução na minha vida, sem exageros. Esse ano acredito que tenha sido o ano que consegui me organizar de uma forma mais eficiente. Todo aquele papo sobre priorizar faz um sentido danado, e tira um monte do peso que a gente se obriga a carregar nas costas.

Quando penso na minha vida antes e depois, eu tenho certeza de que não quero nunca voltar ao que era. Em 2015 eu quero me aprofundar no conhecimento do GTD, pois trabalho com a metodologia de uma maneira bastante superficial. Quero ler o livro do David Allen, e ver como isso pode me ajudar no trabalho e em projetos pessoais.

Tenho também a meta de ser uma pessoa mais pontual, mesmo que eu tente com todas as forças, estou sempre 15, 30 minutos atrasada para os meus compromissos. E isso me chateia muito, principalmente quando o compromisso é com uma pessoa regradinha. As pessoas me acham cri-cri quando defendo a pontualidade. Aquela velha história de que isso está no DNA do brasileiro. Acho isso uma tremenda falta de compromisso, da qual os brasileiros deveriam se envergonhar (eu me envergonho!).

Ainda tenho muita coisa pra matutar sobre 2014 e para definir sobre 2015. Confesso que estou gostando muito dessa sensação de missão cumprida, e de que em 2014 mais ganhei do que perdi. Por ora, se as coisas puderem ficar mais tranquilas, já estará de ótimo tamanho! Té a próxima!