Trabalho atualmente (Fevereiro/2020)

Janeiro foi um mês de férias forçadas, porque como meus filhos estavam de férias, eu fiquei a maior parte do tempo disponível pra eles. Nos últimos dias do mês eu topei um freta de publicidade, que vai me ocupar todo o mês de Fevereiro. Nessa realidade, quero registrar um pouco de como está o meu trabalho atualmente.

Pra começar, trabalho é uma área de foco MUITO importante pra mim em 2020. Eu optei por recomeçar e construir uma nova carreira do zero, que é a de terapeuta. Enquanto isso preciso equilibrar a bandeja com freelas e a minha loja.

Sendo assim, meu trabalho está completamente ligado a estudos. Pra recomeçar tem que estudar, né querida? Estou fazendo o possível pra, aos poucos, ir dando conta de tudo.

Na frente de trabalho do Clubinho do Papel, estou fazendo um curso pra aprender a mexer na minha máquina de corte nova (Silhouette), e na sequência vou precisar fazer algum curso de Illustrator/Photoshop (inclusive, aceito indicações de cursos legais e que não custem muito). 

Esse conhecimento será importante pois quero lançar algumas linhas de produtos autorais, pra depender menos de importados, que elevam demais os meus preços. Fiz um diagnóstico também que mostra que os clientes desse segmento preferem linhas próprias a revenda, mas no meu caso será um mix.

Estou trabalhando em alguns lançamentos muito legais pro primeiro trimestre, então se você gosta de papelaria, siga @clubinhodopapel e guarda meu site aí na sua lista de preferidos <3 Também tem a newsletter.

Na frente “terapia”, não vai rolar de fazer Psicologia numa particular, então esse ano eu vou me inscrever no Enem pra tentar UnB. Vou estudar sem muita psicose, minha ideia é ir fazendo simulados e pegar uma dessas específicas baratas online, pras matérias que tenho maior dificuldade. 

Enquanto isso, estou fazendo cursos paralelos. Comprei um curso online de Journal Terapia (sim, existe!) numa instituição inglesa, que vou começar a fazer mês que vem. Na sequência disso, começo minha formação em Psicanálise.

Ainda estou encontrando o caminho pro Journal Terapia, que é um projeto ligado a essa frente. Estou com dificuldade de encontrar um caminho de qual deve ser a identidade do projeto, e pra isso estou à procura de uma mentoria de conteúdo. Por enquanto ainda não encontrei nada que caiba no meu bolso. Enquanto isso, vou fazendo o que dá. 

Lancei um financiamento coletivo e confesso que esperava que os mais próximos fossem contribuir, mas não rolou. Bola pra frente, vou continuar insistindo nisso. Recebi um feedback de isso era cara de pau, mas eu nem ligo, porque hoje é o jeito que eu tenho de correr atrás desse objetivo. E outra, não estou pedindo caridade. O crowdfunding tem recompensa, fora o conteúdo que produzo.

Por último, a frente freelas. Eu pensei muito se deveria aceitar ou não o trabalho que eu peguei, mas resolvi arriscar, primeiro pra ver se já estou em condições mentais pra isso, depois de tudo que passei. Depois, porque é um dinheiro muito necessário, porque tenho compromissos e o restante não está me fazendo cumprí-los. Está indo tudo bem! Apesar de alguns momentos de ansiedade, no geral estou mais confiante e tranquila, o ambiente não é tóxico, e os meus termos foram aceitos pelo contratante. Se todos os fretas fossem assim tava lindo!

Mas mesmo assim, me sinto desatualizada. Infelizmente não vou ter tempo nem dinheiro pra pagar um curso, pois são caríssimos, e os bons cursos estão em São Paulo, o que me exigiria tempo e disponibilidade de ficar por lá mais de uma semana (muitos duram um mês inteiro!).

Só que nem tudo está perdido! Sou uma profissional experiente, e com o conhecimento que tenho, já consigo entregar coisas boas. E eu ganhei a bolsa pra fazer a especialização em SEO, né? Então pelo menos num ponto estou evoluindo.

Por último, gostaria de pelo menos iniciar esse ano um curso técnico de massoterapia, mas sem pressão. Como é um curso presencial (Senac) de longa duração (2 anos), talvez seja melhor coordenar com a faculdade nova (vou passar, amém?) e a mudança de escola do João, que no ano que vem será obrigatória, pois ele entra no fundamental e aí dá pra organizar mais compromissos fora de casa.

Espero que estejam gostando desses meus registros, até a próxima!